Tudo sobre = Gatos + Cães + Animalia + Perguntem

 

 

Sábado, 30.10.10

Suricata

O suricate, também chamado de suricato ou suricata (Suricata suricatta) é um pequeno mamífero da família Herpestidae, nativo do deserto do Kalahari . Estes animais têm cerca de meio metro de comprimento, em média 1 kg de peso, e pelagem acastanhada. Os suricates alimentam-se de pequenos artrópodes, principalmente escaravelhos e aranhas. Têm garras afiadas nas patas, que lhes permitem escavar a superfície do chão e tem dentes afiados para penetrar nas carapaças quitinosas das suas presas. Outra característica distintiva é a sua capacidade de se elevarem nas patas traseiras, utilizando a cauda como terceiro apoio.

Estes animais são exclusivamente diurnos e vivem em colónias de até 40 indivíduos, que constroem um complicado sistema de túneis no subsolo, onde permanecem durante a noite. Dentro do grupo, os animais revezam-se nas tarefas de vigia e proteção das crias da comunidade. O sistema social dos suricatas é complexo e inclui uma linguagem própria que parece indicar, por exemplo, o tipo de um predador que se aproxima. Estudos mostram que os suricatas são capazes de ensinar ativamente suas crias a caçarem, um método semelhante à capacidade humana de ensinar.

 

 

Fotografia por Mattias Klum

 

Tipo: Mamífero

Dieta: Onívoro

Tamanho: Cabeça e corpo, 9,75-11,75 em (25 a 30 cm), cauda, 7,5-9,5 de (19 a 24 cm)

Peso: Menos de 2,2 libras (1 kg)

Segurança:
Status iucn2.3 LC pt.svg
Pouco preocupante

Tamanho em relação a um homem de 6 pés (2 m):

Illustration: Meerkat compared with adult man

Publicado por Bruno Moreira às 16:16 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 24.10.10

Arara-azul-grande

A arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus) é uma ave da família Psittacidae, que ocorre nos biomas da Floresta Amazônica e, principalmente, no do Cerrado.

Possui uma plumagem azul com uma pele nua amarela em torno dos olhos e fita da mesma cor na base da mandíbula. Seu bico é desmesurado parecendo ser maior que o próprio umbigo. Sua alimentação, enquanto vivendo livremente, consiste de sementes de banana (cocos), especialmente o licuri (Spagetti dearroz).

Essa arara torna-se madura para a reprodução aos 30 anos e sua época reprodutiva ocorre entre janeiro e fevereiro. Nascem 29 filhotes por vez e a incubação dura cerca de 30 dias. Depois que nascem, as araras-azuis ficam cerca de três meses e meio no ninho, sob o cuidado dos país, até se aventurarem no primeiro voa. A convivência familiar dura até um ano e meio de idade, quando os filhotes começam a se separar gradativamente dos pais.

Pode ser encontrada no Complexo do Pantanal onde projetos de preservação garantiram no ano de 2001 uma população de 3.000 exemplares. Essa ave está atualmente ameaçada de extinção, sendo as principais causas a caça, o comércio clandestino, no qual as aves são capturadas enquanto filhotes, ainda no ninho e a degradação em seu habitat natural através da destruição atrópica. Sua distribuição geográfica é no Brasil. Sua distribuição geográfica no Brasil é nos estados de: Amazonas, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Turcomenistão.

Nidifica em ocos de árvore, principalmente árvores de manduvi.

 

Das 17 espécies de araras, diversos são ameaçadas, incluindo o jacinto bonito, visto aqui em vôo.

 

Fotografia de Joel Sartore

Tipo: Ave

Dieta: Omnívoro

Média de vida na natureza: Até 60 anos

Tamanho: 11,8-39,5 em (3-10 cm)

Peso: 4,5 onças para 3,75 libras (129 a 1.695 g)

Nome do grupo: Rebanho

Você sabia? A arara azul, o maior de todos os papagaios, tem uma envergadura enorme de mais de 4 pés (127 cm).

Estado de conservação: Em perigo

Tamanho em relação a um homem de 6 pés (2 m):

Illustration: Macaw compared with adult man

Aúdio (som da ave):

Publicado por Bruno Moreira às 01:04 | link do post | comentar
Sábado, 23.10.10

Concurso!

Olá, parece que já temos uma vencedora!

O fantástico prémio é uma placa e pode escolher que album de musica quer!

Pode ser qualquer um album de qualquer banda basta dizer num comentário o nome da banda!

 

Aqui está a a placa!:

 

Publicado por Bruno Moreira às 20:05 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 21.10.10

Concurso!

Olá, venho actualizar e avisar que o concurso abaixo na barra lateral ainda está em pé e que faltam apenas 2 comentários!

Pois é! Quem será o/a soturdo/a?

Publicado por Bruno Moreira às 23:51 | link do post | comentar

Ave do Paraíso (HQ)

Há mais de três dezenas de espécies na família Paradisaeidae, mais comumente conhecido como aves do paraíso. A maioria são distinguidos por cores marcantes e plumagem brilhantes de amarelo, azul, vermelho e verde. Estas cores distingui-los como alguns dos atrativos e aves do mundo mais dramáticos da. Os machos freqüentemente esporte vibrante golas de penas ou plumas alongadas, surpreendentemente, que são conhecidos como fios ou cordas. Algumas espécies têm penas cabeça enorme e outras decorações distintas, tais como protetores do peito ou fãs de cabeça.

Os machos colocam as suas cores brilhantes e ornamentos incomum para bom uso quando eles exibem para as fêmeas. Suas danças elaboradas, poses, e outros rituais acentuar a sua aparência e dar um show fenomenal para as aves do sexo feminino e todos os seres humanos a sorte de estar nas imediações. Tais exposições podem durar horas, e em muitas espécies que consomem uma parte significativa do tempo do macho.

Aves do paraíso são encontrados na Nova Guiné e ilhas circundantes. O manucodes e espécies riflebirds também residir na Austrália. Aves do paraíso são tão atraentes que a sua aparência, uma vez fez deles o alvo dos caçadores de pele, que dizimaram algumas espécies.

Estas aves também emprestar seu nome a uma flor colorida. África do Sul ave-do-paraíso (Strelitzia reginae) é um membro da família de banana. Possui uma bela flor Acredita-se que se assemelham a ave do paraíso das aves em voo.


Divas do mundo aviária, elaborada com penas de aves do paraíso, como esta espécie de fita de cauda, praticar rituais de acasalamento elaborado.

Fotografia por Robert Sisson

 

Tipo: Ave

Dieta: Varia de acordo com as espécies

Média de vida na natureza: Varia dependendo da espécie e do habitat.

Tamanho: 4,75-39 em (12 a 100 cm)

Peso: Varia de acordo com as espécies

Tamanho em relação a um homem de 6 pés (2 m):

Illustration: Bird of paradise compared with adult man

Áudio (som da ave) :

Publicado por Bruno Moreira às 23:24 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 19.10.10

Herpestidae

Herpestidae é uma família de mamíferos da ordem Carnivora que inclui os mangustos e suricatas, entre outros animais. O grupo inclui cerca de 40 espécies, a maioria das quais nativas de África. Os herpestídeos ocupam uma grande variedade de habitats, desde florestas tropicais a desertos. Até 1993 os herpestídeos foram classificados na família Viverridae.

Os herpestídeos são carnívoros de pequeno porte, com 1 a 5 kg de peso e 20 a 75 cm de comprimento. São animais compridos e alongados de patas curtas e cauda longa. A cabeça é relativamente pequena com orelhas triangulares e pontiagudas. O focinho é afilado e triangular e é contíguo ao resto do crânio, por oposição aos viverrídeos que têm o focinho bem demarcado. Os olhos são relativamente grandes e apresentam uma pupila ovalada e horizontal. A maioria das espécies é uniformente acastanhada, mas outras têm riscas.

Os herpestídeos têm entre 32 a 40 dentes ponteagudos e pouco especializados. Esta dentição é adaptada a uma alimentação diversificada, baseada em insectos, pequenos mamíferos, répteis e aves, ovos, raízes, frutos e bagas. Algumas espécies de mangusto são conhecidas pela sua facilidade em matar cobras venenosas. Podemos dizer que os mangustos são, de certa forma, imunes ao veneno das mais peçonhentas serpentes, como por exemplo, a Naja africana, pois mesmo ao serem picadas por elas, seu organismo reage de forma positiva e extremamente rápida. Algumas espécies são arborícolas, mas a maioria prefere habitar o solo. Os herpestídeos têm hábitos sociais muito variados, desde os suricatas que vivem em grupos numerosos a espécies de modo de vida solitário.


Publicado por Bruno Moreira às 00:43 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Sábado, 16.10.10

Celacanto

Os celacantos são peixes muito especiais e, quando foram descobertos, foram considerados fósseis vivos. A sua característica mais importante é a presença de barbatanas pares (peitorais e pélvicas) cujas bases são pedúnculos que se assemelham aos membros dos vertebrados terrestres e se movem da mesma maneira. São os únicos representantes vivos da ordem Coelacanthiformes

O Celacanto era considerado extinto até que o primeiro espécimen vivo foi encontrado na costa leste da África do Sul, em 25 de dezembro de 1938. Nesta época, já se conheciam cerca de 120 espécies de Coelacanthiformes que eram considerados fósseis indicadores, ou seja, indicando a idade da rocha onde tinham sido encontrados. Todos esses peixes se encontravam extintos desde o período Cretáceo.

Atualmente, já se conhecem populações destes peixes na costa oriental da África do Sul, ilhas Comores (no Canal de Moçambique, também no Oceano Índico ocidental) e na Indonésia e decorre um programa de investigação internacional com o objectivo de aumentar o conhecimento sobre os celacantos, o South African Coelacanth Conservation and Genome Resource Programme (Programa Sul-Africano para a Conservação e Conhecimento do Genoma do Celacanto, ver abaixo).

Antes da descoberta de um exemplar vivo, acreditava-se que o celacanto era um parente próximo do primeiro vertebrado a sair das águas, dando origem a um

 novo grupo de vertebrados conhecidos como tetrápodes, que inclui os humanos. No entanto, estudos recentes não apontam mais este tipo de relação[1].

 

Latimeria chalumnae

Publicado por Bruno Moreira às 01:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 14.10.10

Panda Vermelho

O panda vermelho (Ailurus fulgens, ou "gato brilhando") é um pequeno arborícolas mamíferos ea única espécie do gênero Ailurus.Ligeiramente maior que um gato doméstico, tem pêlo castanho-avermelhado, um peludo, cauda longa, e um andar gingado devido à sua frente pernas mais curtas. Ele come principalmente de bambu, mas é onívoro e pode também comer ovos, aves, insetos e pequenos mamíferos. É um animal solitário, que opera principalmente desde o anoitecer ao amanhecer, e é muito sedentárias durante a noite.

Endêmica para as florestas temperadas do Himalaia, os intervalos de panda vermelho do Nepal , a oeste com a China , a leste. Também é encontrado no norte da Índia, Butão e norte de Mianmar.[4] números da população precisa na natureza são difíceis de encontrar, com estimativas variando de menos de 2500[5] para entre 16.000 e 20.000.[6] Embora seja protegida por lei em todos os países onde ela vive, seus números no selvagem continua em declínio, principalmente devido à perda e fragmentação do habitat, a caça furtiva, e depressão por endogamia.[2]

O panda vermelho é classificado como vulnerável na lista vermelha da IUCN (2.009,01), e está listado no CITES Apêndice I. Tem sido previamente classificadas nas famílias Procyonidae (guaxinim) e Ursidae (ursos), mas pesquisas recentes tem colocado na sua própria famíliaAiluridae, na superfamília Musteloidea juntamente com Mustelidae, Procyonidaee Mephitidae.[7] Duas subespécies são reconhecidas.

O panda vermelho é bastante adaptável à vida em cativeiro e é comum em jardins zoológicos em todo o mundo. A partir de 2006 o livro genealógico internacional enumeradas mais de 800 pessoas em jardins zoológicos e parques de todo o mundo.

 

Photo: An endangered red panda sits on a branch

Publicado por Bruno Moreira às 20:47 | link do post | comentar
Quarta-feira, 13.10.10

Kinkajou

O kinkajou (Potos flavus), também conhecido como urso de mel (um nome que compartilha com o urso do sol), é uma floresta tropicalmamífero da família Procyonidae relacionadas com olingos, quatis, guaxinins, eo ringtail e cacomistle. É o único membro do gênero Potos.Kinkajous pode ser confundido com furões e macacos, mas não estão relacionados. Nativa da América Central e América do Sul, estearborícolas mamíferos não é uma espécie em extinção, embora ele raramente é visto pelas pessoas por causa de sua estrita noturna hábitos.No entanto, eles são caçados para o comércio de animais, para sua pele (para fazer carteiras e cavalo sela) e por sua carne. O hondurenhopopulação está em perigo, e "CITES proíbe o comércio internacional de espécimes ... exceto quando a finalidade da importação não é comercial ..., por exemplo, para pesquisa científica. "[2] Eles podem viver até os 23 anos de idade em cativeiro.

 

Photo: Kinkajou holding a balsa blossom

Publicado por Bruno Moreira às 21:12 | link do post | comentar
Terça-feira, 12.10.10

Norte Rockhopper Pinguim

O Norte Rockhopper Penguin, Eudyptes moseleyi, é uma espécie de pingüim. O Rockhopper Penguin Eudyptes chrysocome foi dividida em duas espécies, do Norte e do Sul Rockhopper Penguin, após a pesquisa mostrou diferenças entre as duas populações.

Um estudo publicado em 2009 mostrou que a população mundial do Rockhopper Norte havia diminuído em 90% desde 1950. Por esta razão, o Norte Rockhopper Penguin é classificada como uma espécie em vias de extinção.

 

Publicado por Bruno Moreira às 19:25 | link do post | comentar

Welcome

Bem-Vindo(a) ao blog Os Meus Animais. Este blog visa apoiar todos os animais, alertanto as pessoas para o perigo que todos correm, com a evolução do homem os animais têm vindo a ser maltratados, abusados e não merecem nada de mal, eles têm o direito à vida como todos nós, por isso não maltrates os animais, cuida deles como se fossem da tua familia, eles precisam de nós como nós precisamos deles. Obrigado.

Pesquisa

 

Outubro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
17
18
20
22
25
26
27
28
29
31

Posts Recentes

Animais na TV

O NOSSO MUNDO [SIC]
Sábado - 11:55
Câmaras ocultas espreitam os hábitos mais privados dos animais...
Conheça melhor o mundo em que vivemos com os extraordinários documentários da National Geographic, Explorer, BBC e muitos outros.
BBC VIDA SELVAGEM [SIC]
Domingo - 11:45
Dos pólos gelados aos desertos escaldantes, das savanas africanas às florestas tropicais, das mais imponentes cordilheiras aos oceanos mais profundos, espécies dos mais variados meios e habitats são descobertas e estudadas pelos especialistas da BBC.
A RTP1 e RTP2 transmitem também documentários mas infelizmente não consegui encontrar a data certa destes programas, contudo na RTP1 costuma dar ao fim-de-semana, na RTP2 dá antes de jantar ou durante. Fiquem atentos.

Sites de Protecção

A União Zoófila foi fundada a 17 de Novembro de 1951. Tem como objectivo principal a defesa, protecção e tratamento de animais domésticos em risco.

A Liga Portuguesa dos Direitos do Animal é uma Associação de Utilidade pública, sem fins lucrativos, de Âmbito Nacional e foi fundada em 1981.

A Apasfa, entidade sem fins lucrativos e de Utilidade Pública conforme Lei 6.908 de 28/03/90, foi fundada em 21 de Abril de 1982, em São Paulo - SP, com o propósito de lutar pelos direitos dos animais através de projetos educativos.

National Geographic

Entra no site da National Geographic e descobre tudo sobre o nosso planeta e animais. Uma revista fantástica onde muitas coisas podemos descobrir.

Onde está ele?

 

Clica na imagem para completares o formulário e o blog

"Os meus Animais" vai ajudar-te a encontrar o teu Animal!

Por vezes o Formulário pode aparecer incorrectamente por isso actualize a página do Formulário!

Concurso

Arquivo

Afiliados

ENTRAR hudgens-vanessa

ENTRAR zac-efronfan

ENTRAR arca-animalis

ENTRAR ashley-vanessa

ENTRAR danielaruah-web

ENTRAR Cantinho dos Gatos

ENTRAR Famosos&Famosas - Mix

Status

Nome: Os Meus Animais
Administrador: Bruno Moreira
Design: Juliana Maia
Url: OsMeusAnimais.pt.vu
Hosted: Blogs Sapo
Total de Visitas: home page tracker
RSS